Ponto de equilíbrio do faturamento em farmácias: como calcular e alcançar

Gerenciar uma farmácia requer trabalho constante, não apenas na atuação, mas também na medição dos resultados obtidos. Um erro muito comum é não fazer disso uma rotina, o que acaba prejudicando o negócio. Descobrir o ponto de equilíbrio do faturamento em farmácias é mais importante do que imagina e não pode ser deixado de lado.

Muitas vezes a drogaria já está operando em condições ruins, em alguns casos até mesmo prejuízo, mas por conta de falta desse controle, dentre outros fatores, isso não é percebido pelo gestor. Corrigir isso é um dos primeiros passos para colocar o trem nos trilhos novamente.

Por que é importante saber o ponto de equilíbrio?

Este fator é crucial para verificar se a farmácia está operando no positivo ou negativo. O ponto de equilíbrio é o volume de faturamento mínimo suficiente para cobrir todas as saídas. Ou seja, para não ficar no vermelho, esse valor deve ser maior do que as despesas, custos de mercadorias, impostos e demais encargos.

Um dos pontos mais graves é a falta de conhecimento dessa falha por parte de alguns proprietários. Por não medirem os resultados constantemente, eles simplesmente não sabem o real estado em que o negócio se encontra.

Esse valor pode ser obtido por meio de uma ferramenta chamada DRE. Ela utiliza uma pequena fórmula, porém importante, para apontar se a loja está dando lucro ou prejuízo.

O que é o DRE?

Chamada também de Demonstrativo de Resultados do Exercício, o DRE é uma fórmula composta principalmente por três grandes indicadores. É por meio deles que é possível saber se o resultado é positivo ou negativo, e então tomar as medidas necessárias.

Ponto de equilíbrio do faturamento em farmácias

Entre os principais elementos estão:

Despesas – Quanto custa para manter o seu negócio operando.

CMV – Custo da Mercadoria Vendida – É o valor gasto com fornecedores, quando da compra dessas mercadorias.

Faturamento – É a venda total líquida, já deduzido os descontos concedidos.

Como calcular o DRE?

Para chegar ao valor que estamos procurando precisamos fazer alguns pequenos cálculos. Primeiramente é necessário pegar o valor do faturamento e subtrair o CMV. O número que resultar disso é o que chamamos de lucro bruto, mas ainda não é o dado que estamos buscando.

Do valor do lucro bruto devemos diminuir as despesas da loja e encontraremos o resultado líquido ou lucro líquido, se ele for menor do que zero é sinal de que a situação está mais séria do que você imaginava e que será necessário fazer algumas ações emergenciais.

O resultado não foi positivo. E agora?

Um resultado negativo não significa necessariamente que a sua farmácia está condenada, mas sim que é hora de agir. Fazer alguns cortes é sempre a resposta imediata para a solução do problema, mas apenas diminuir as despesas não é a única medida.

Uma das medidas mais interessantes é trabalhar o CMV. Quando este indicador está muito alto significa que a farmácia está vendendo mais produtos de rentabilidade baixa. Ao priorizar a venda dos produtos mais rentáveis o CMV automaticamente diminui e o lucro aumenta. Note que muitas vezes diminuir o quadro de funcionários ou o investimento na loja nem sempre é o mais indicado.

É importante que esse monitoramento seja constante e sempre reavaliado quando for possível. Com esse hábito você conseguirá identificar e corrigir os problemas com mais agilidade e poderá buscar o crescimento mais facilmente.