Qualificação Profissional: 4 benefícios para os Gestores de Farmácia

Por mais talentoso que seja, um atleta precisa treinar todos os dias. Só assim será possível desempenhar o seu papel da melhor maneira possível no momento da competição. Caso não haja o treinamento é líquido e certo que a sua performance vai apresentar uma queda de rendimento, pequena no curto prazo e devastadora a longo. Da mesma maneira, os colaboradores de uma farmácia também precisam de qualificação e preparação para que executem as suas tarefas da melhor maneira. E cabe ao gestor de farmácia desempenhar o papel de treinador, tanto cobrando resultados quanto oferecendo as melhores condições para atuar no competitivo mercado de farmácias.

O resultado desse treinamento é o crescimento do time, afinal, as farmácias que têm os maiores ganhos são aquelas que investem na qualificação profissional do varejo farma e que estão interessadas em formar um time campeão. Afinal, o responsável pela gestão de farmácias tem uma escolha: a de contar com uma equipe qualificada e motivada que busca os melhores resultados ou ter um time que entra em campo apenas para cumprir tabela.

No caso de escolher ter um time vencedor é preciso, antes de tudo, fazer com que cada colaborador tenha consciência do quão importante ele é para a empresa e que a qualificação profissional é importante também para ele. Isso porque se a empresa crescer, o funcionário também cresce e vice-versa.

Para as farmácias existem muitos ganhos quando se decide investir na capacitação de funcionários. Confira abaixo alguns deles:

Melhora nos resultados

Diminuição de custos operacionais

Redução na rotatividade de funcionários

Espírito de equipe substituindo um espírito de competitividade dentro da própria farmácia

Qualificação em farmácias é fundamental

Ambiente de Trabalho na Farmácia

Sobre esse último aspecto é possível dizer que o ambiente de trabalho se torna melhor para todos aqueles que compõe o quadro de colaboradores da farmácia. Isso porque, assim como citado anteriormente, onde um ganha, ganham todos. Sendo assim, uma pessoa altamente qualificada não quer carregar o restante da equipe nas costas. Ela quer atuar ao lado de outros colaboradores igualmente instruídos. Se esse cenário não for colocado, é capaz até mesmo de os funcionários mais capacitados apresentarem um baixo desempenho ou então que busquem outro local de trabalho que apresente melhores condições.

Rotatividade na Farmácia

Oposto a isso, se o gestor de farmácias oferecer a qualificação profissional para todos, a rotatividade de funcionários diminui e faz com que se consiga criar uma base para que o time passe a crescer invés de apenas substituir peças. Essa questão, que se mostra também como reflexo de um RH Estratégico no Canal Farma, ocorre pelo fato de que a qualificação profissional faz com que a equipe se mantenha motivada a apresentar melhor desempenho.

Diminuição de Custos da Farmácia

Ao conseguir manter uma equipe com pouca rotatividade a farmácia reduz custos de encargos que seriam direcionados para demissão e contratação de pessoal, além do próprio investimento no treinamento de novos colaboradores.

Invés disso, o gestor de farmácia pode investir constantemente na qualificação profissional, que passa a fazer parte da própria cultura e dos benefícios da empresa, podendo assim poder investir no crescimento invés de tapar buracos.

Melhora nos resultados da Farmácia

Desenvolver novas habilidades, bem como atualizar aquelas já adquiridas, faz com que os resultados da farmácia melhorem. Isso porque, por atuar em um mercado dinâmico, é preciso também que os colaboradores também estejam antenados ao mercado, aos novos produtos e as necessidades dos clientes.

Sobre esse aspecto vale lembrar que um funcionário motivado e treinado atende melhor aos clientes. Esse é um fator fundamental, já que o relacionamento com o atendente é o primeiro contato do cliente com a farmácia. E, claro, se o colaborador estiver bem treinado, não será esse o último contato.