Sua Farmácia dá lucro ou prejuízo? Faça aqui seu diagnóstico grátis!

Veja o vídeo e preencha o formulário no final da página

Sentir-se perdido na gestão de uma farmácia é uma das piores sensações para um gestor. Isso porque muitos sequer conseguem identificar se a farmácia dá lucro ou prejuízo, sinal que demonstra claramente que as coisas não andam bem. Para resolver essa situação, oferecemos o diagnóstico grátis da sua farmácia.

A importância da cultura de indicadores

Foi-se o tempo em que as contas eram feitas de cabeça ou anotadas em um caderninho. Qualquer farmácia que deseja ter lucros deve cuidar da gestão de maneira profissional. Os indicadores são grandes aliados nesta administração, mas é preciso saber usá-los adequadamente.

Conhecer como a sua farmácia funciona não é apenas estar presente fisicamente no local, é saber e interpretar corretamente todos os indicadores dela.

Isso evita que as decisões sejam tomadas com base no achismo ou com pouco critério. Para competir em um mercado cada vez mais acirrado você precisa ter em mãos todos os dados e números da sua empresa. É mais segurança e confiança na hora de agir, pois ter um número ruim ainda é melhor do que não ter nenhuma informação.

Lembre-se que isso deve ser feito rotineiramente. De nada adianta fazer uma super análise dos indicadores se isso ocorre a cada seis meses. Procure incorporar esse comportamento na sua rotina e transformar isso em algo mensal.

Sua farmácia dá lucro ou prejuízo?

Essa pergunta pode parecer mais complexa do que parece, pois com o aumento das despesas – que sempre devem ser cortadas – , concorrência mais próxima e a fuga de clientes é comum que um gestor de farmácias questione a sua lucratividade.

Isso pode ser verificado por meio do Demonstrativo de Resultado (DRE), cálculo que apresenta, com base nos dados da sua farmácia, o resultado líquido que possibilita saber se a sua farmácia dá lucro ou prejuízo.

Existem ainda casos mais críticos em que alguns dados, como a despesa, por exemplo, sequer é contabilizada corretamente. Se a sua drogaria está nessa situação é hora de acender a luz vermelha.

Quais os indicadores de lucratividade da farmácia?

Agora que já mostramos a importância de ter esse controle em sua empresa, vamos ao próximo passo. Conhecer quais são esses indicadores é o começo para dar uma nova cara ao seu negócio.

Vamos destacar os principais deles e falar como eles se encaixam na gestão da sua farmácia.

Demonstrativo de Resultado

Um dos mais importantes é o DRE, que é composto pelos seguintes indicadores:

Faturamento – Esta é a venda líquida, já deduzidos os descontos

Custo de Mercadoria Vendida (CMV) – É quanto a sua farmácia gasta com os fornecedores

Despesas – É o custo total de manutenção do seu negócio

Esses três são os principais, mas ainda fazem parte do DRE os seguintes indicadores:

Lucro bruto – Quanto sua empresa lucrou com as vendas, mas ainda sem fazer os pagamentos e descontos

Resultado líquido – É quanto de fato sua empresa rendeu

Um dos itens que mais gera dúvidas é o CMV. É preciso extrema atenção na hora de contabilizá-lo, pois pequenos erros podem comprometer toda uma análise. Descontos, venda em partes (uma cartela vendida separadamente, por exemplo) e cadastro errado de produtos devem ser feitos com o máximo cuidado.

Colocando em prática

Podemos perceber a importância de indicadores, números e dados na administração de um negócio. Isso é ainda mais importante quando falamos da lucratividade na farmácia, que exige um acompanhamento diário.

Agora é hora de colocar todas essas questões em prática e verificar o quê os números têm a lhe dizer.

Faça seu diagnóstico grátis e confira se a sua farmácia dá lucro ou prejuízo!

Assista ao vídeo com as instruções para preencher o formulário corretamente