Um novo RH para Farmácias

Um novo RH para Farmácias - Gilson Coelho

Recursos Humanos e conhecimento específico sobre gestão de farmácias

As farmácias brasileiras vivem um momento inédito e absolutamente inovador, de grandes transformações e perspectivas. Muito já se falou sobre a relevância do mercado no período de pandemia e pós pandemia, mas este artigo trata exclusivamente de ferramentas, novas tecnologias, para revolucionar o processo de competição neste novo mercado. Ele trata de alta produtividade pela via do aporte de conhecimento, como nunca presenciamos no ambiente de farmácias no Brasil. Um novo RH PARA AS FARMÁCIAS BRASILEIRAS.

Um novo RH para Farmácias - Gilson Coelho

É grande a lista das competências críticas que precisam ser aplicadas para que uma empresa do varejo de farmácias consiga desenvolver todos seus processos, com uma expectativa de resultado diferenciado na última linha.

Além da diversidade dos conteúdos que a equipe de recursos humanos do setor de farmácias precisa conhecer, esse conhecimento precisa ser específico, com o DNA do Varejo Farma, respeitando a legislação, os fundamentos do negócio, todos aqueles aspectos que caracterizam a cultura deste segmento de negócio.

Para tornar ainda mais desafiador este conhecimento específico, a pandemia chamou a atenção do mundo que o setor de farmácias é imprescindível, que ele não pode ser interrompido no seu funcionamento, que ele está se tornando cada vez mais estratégico do ponto de vista do negócio e essencial do ponto de vista da população.

Mercado de farmácia sempre foi um mercado atraente

Para quem já militava no ramo de farmácias não existe muita novidade sobre a relevância do segmento, mas isso está chamando a atenção de novos investidores, de outros ramos de negócios. A pandemia escancarou exemplos incontestáveis entre as atividades que são essenciais e as muitas outras que são importantes, mas que podem ficar para um segundo plano quando estamos em um regime de excepcionalidade.

Investidores não precisam necessariamente entender das minúcias de como funciona um determinado negócio, mas eles são muito dedicados para avaliar as perspectivas no médio/longo prazo, a análise demográfica, o retorno sobre o investimento, a comparação com outros segmentos atrativos existentes no mercado.

Eles compensam a falta de conhecimento do negócio com um maior rigor nas escolhas de onde aportar os seus recursos. Investidores sabem da importância de uma gestão profissional, dos riscos do amadorismo, eles conhecem os ingredientes para se obter um resultado diferenciado na última linha.

Não me refiro aqui aos investidores da bolsa de valores, das especulações e riscos que são conhecidos por todos. Me refiro ao investidor que pode ser sócio em uma boa farmácia, em uma pequena, média ou até grande rede, mas não necessariamente que tenha ações negociadas em bolsa.

Mercado de farmácia se destacando mais – muito mais atrativo

O mercado de farmácias, muito mais atrativo e competitivo, vem gerando uma inédita demanda por conhecimento especializado. Mas ele exige também uma revolução na forma de aplicar este conhecimento. Esta revolução leva em conta os desafios da logística por sermos um país continental, da necessidade de custos mais acessíveis, além de uma nova experiência na forma de consumir conteúdos no ambiente corporativo. Um novo RH para as farmácias brasileiras passa a ser uma exigência deste novo mercado, cada vez mais profissional, tecnológico e competitivo.

De repente, muitas empresas que ainda estão estruturadas na forma de um RH Legalista, começam a se defrontar com o novo RH 4.0, muito mais dinâmico, tecnológico, versátil, mais eficaz e muito mais acessível. Do ponto de vista da produtividade este novo RH para farmácias é infinitamente mais atrativo. Na prática, é muito mais por “muito menos”. 

Na lista do “muito menos” destacam-se obviamente os custos baixos (traslado, hotéis, dependências, apostilas…) e também, não menos importante, o fator tempo. Neste novo ambiente tecnológico que não conhece distâncias, não é necessário o espaço físico. Nós podemos afirmar que tudo acontece instantaneamente. 

A empresa identifica a necessidade de aplicar um determinado conteúdo, para melhoria de um determinado processo e simplesmente o aplica, quando 

e onde quiser. Quando se trata de varejo, por ele ser um dos segmentos mais dinâmicos e competitivos do mundo, estamos falando de uma vantagem competitiva significativa, que eleva a importância do RH, cada vez mais estratégico.

RH 4.0 – O novo RH para as farmácias brasileiras

Para o varejo de farmácias este aspecto é ainda mais significativo. A qualificação dos funcionários humaniza as relações com os clientes, têm impacto direto na experiência de compras, contribui de maneira definitiva para a fidelização e melhoria da produtividade.

Sua empresa ainda reúne todos os funcionários para aplicar conhecimento com data e local definidos ou simplesmente leva o conhecimento aonde quer que eles estejam? Percebeu a diferença entre o RH tradicional e o novo RH 4.O?

Um novo RH para Farmácias - Gilson Coelho

Você deve estar se perguntando: como implantar o RH 4.0 na minha farmácia?

Eu sou Gilson Coelho, e tenho uma vida dedicada ao varejo de farmácias, suas peculiaridades, desafios e inovações. Nossa empresa de consultoria realiza um trabalho diferenciado, com foco na execução e no resultado.

Temos expertise em tudo o que se refere a alta performance quando o assunto é Varejo Farma. Faz parte do nosso portfólio de serviços a criação do NOVO RH 4.0, com uma plataforma de tecnologia de alto nível, capaz de viabilizar uma UNIVERSIDADE CORPORATIVA do jeito que a sua empresa precisa.

Um novo RH para Farmácias - Gilson Coelho

Faça contato conosco! 

Converse com Gilson Coelho!
Acesse www.gilsoncoelho.com.br

Vamos conversar sobre a sua farmácia?